Notícias

Bolsonaro se reúne com a cúpula do PSL em encontro no Rio

12/10/2018

O Partido Social Liberal  realizou um ato político nesta quinta-feira, 11, no Windsor Barra Hotel, no Rio de Janeiro. A ocasião teve a participação do presidente nacional do PSL, Gustavo Bebianno, e de nosso presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), que não havia confirmado presença, previamente, devido a seu estado de saúde, que ainda exige cautela. 

Além deles, estiveram no evento lideranças partidárias, parlamentares eleitos neste último pleito eleitoral como Onyx Lorenzoni, Joyce Hasselmann, Nelson Barbudo e Flávio Bolsonaro, além de apoiadores convidados.

Após o encontro, o Capitão concedeu entrevista coletiva aos jornalistas credenciados que acompanhavam o evento. 
Bolsonaro defendeu a liberdade de imprensa.

“Vamos, sim, garantir a liberdade de imprensa. Conosco não tem essa história de controle social da mídia... queremos que vocês sejam independentes e tenham responsabilidade em tudo aquilo que escrevem”, falou. O presidenciável tem se colocado radicalmente contra a regulação dos meios de comunicação, proposta pelo PT.

Bolsonaro também fez um pedido de união aos brasileiros. “Vamos unir o Brasil: brancos e negros, homos e héteros, pais e filhos, nordestinos e sulistas, homens e mulheres... vamos unir o nosso Brasil e pacificá-lo!”, disse.

O Capitão ainda repudiou episódios de violência atrelados a motivos políticos. "Lamento o episódio ocorrido na Bahia. 
Pelo que eu vi agora, o assassino - e não posso ter outro tratamento pra ele - dizendo que o motivo não teria sido uma briga política, teriam sido outros problemas. Mas não interessa qual o problema! Não podemos admitir esse tipo de crime. Ou melhor, crime nenhum!", afirmou.
 
Bolsonaro disse ainda que dispensa o voto de pessoas que usam de violência, em especial, por motivação política.
"Dispensamos esse tipo de voto. Não queremos a violência. E quem quer que seja, tenha votado em mim ou não, cometeu um crime, vai ter que pagá-lo. Agora, não fique nesse fake news, como se meu pessoal disseminasse o ódio. Afinal de contas, quem levou a facada fui eu", concluiu.

As fotos do evento podem ser vistas aqui.