Notícias

Bolsonaro participa de primeiro evento oficial como presidente eleito

06/11/2018

Fotos: Rafael Carvalho

Os trinta anos da Constituição Brasileira foram comemorados, nesta terça-feira (06/11), no plenário Ulysses Guimarães, na Câmara dos Deputados, mesmo local em que ela foi promulgada em 05 de outubro de 1988. Além de celebrar a data singular, a sessão solene ficou marcada como o primeiro evento oficial do qual Jair Bolsonaro participou como presidente eleito.

Bolsonaro discursou para cerca de 1,5 mil convidados, incluindo as autoridades máximas de cada um dos três poderes: o atual presidente da República, Michel Temer; o presidente do Senado, Eunício Oliveira; o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia; e o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli.

“Estou muito feliz em retornar a essa casa. Rever velhos amigos, fazer novas amizades. Estamos aqui, num dos centros do poder. Juntos, Executivo, Legislativo e Judiciário têm o compromisso - como agora há pouco discursou aqui o nosso presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Toffoli - a responsabilidade é de todos nós. Pedimos a Deus que nos ilumine. Agradeço por Ele ter salvado minha vida há pouco tempo. E dizer a todos na topografia, existem 3 nortes: o da quadrícula, o verdadeiro e o magnético, mas, na democracia, há só um norte: é o da nossa Constituição”, disse.

Em direção ao Caminho da Prosperidade

O discurso de Bolsonaro vai ao encontro do que já estava previsto em seu plano de governo, em que se encontra a defesa da Carta Magna em diversos trechos. No primeiro, é dada a garantia de que a mudança do Brasil será feita através da defesa das leis e da obediência à Constituição.

“Assim, novamente, ressaltamos que faremos tudo na forma da Lei! Mesmo imperfeita, Nossa Constituição foi feita por representantes eleitos pelo povo. Ela é a lei máxima e soberana da Nação Brasileira. Lamentavelmente, Nossa Constituição foi rasgada nos últimos anos, inclusive por muitos que deveriam defendê-la”, diz o texto.

A própria analogia feita por Bolsonaro em seu discurso – a Constituição como norte – também conta com o respaldo da Proposta de Plano de Governo, chamada de “O Caminho da Prosperidade”. 

“Nosso conjunto de Leis será o mapa e a bússola serão os princípios liberais democratas para navegarmos no caminho da prosperidade. Enfrentaremos o viés totalitário do Foro de São Paulo que, desde 1990, tem enfraquecido nossas instituições democráticas. As leis e, em destaque, Nossa Constituição serão nossos instrumentos! Ninguém será perseguido, todos terão seus direitos respeitados. Todavia, investigações não serão mais atrapalhadas ou barradas. A Justiça poderá seguir seu rumo sem interferências políticas e isso deverá acelerar as punições aos culpados”, defende.

Agenda
A primeira viagem de Bolsonaro a Brasília desde sua eleição para a Presidência da República formaliza o início do trabalho da equipe de transição. Neste primeiro retorno à capital federal, o presidente eleito se reúne com diversas autoridades, incluindo o Presidente do STF, ministro Dias Toffoli, e o presidente da República, Michel Temer. Neste encontro, que acontece amanhã (07/11), o presidente atual e o presidente eleito darão o início simbólico ao governo de transição.