Conheça a Verdade

Por que a militância LGBT odeia Bolsonaro?

12/09/2018

Infelizmente, os últimos governos utilizaram o pretexto de defesa aos interesses dos LGBTs para colocar em prática políticas que nada têm a contribuir para a melhora da qualidade de vida deste grupo e da sociedade como um todo.

Exemplo disso é a distribuição de materiais com conteúdo erótico para alunos até da primeira fase do ensino fundamental. De que forma poderia o ensino de sexo precoce em sala de aula diminuir o preconceito contra os homossexuais? Certamente, de nenhuma forma!

Jair Bolsonaro se posicionou contrário à distribuição desse material para as nossas crianças, justamente por compreender que a desculpa de educar a juventude para ser mais tolerante não se harmoniza, em nada, com o estímulo à sexualização infantil. Trata-se apenas de usurpação da inocência das crianças e, como Bolsonaro bem salienta, significa escancarar as portas da pedofilia. 

Bolsonaro defende que a educação sexual deva ficar a cargo da família, e que as escolas foquem seus currículos no ensino de Matemática, História, Língua Portuguesa e demais disciplinas que prepararão os estudantes para seguirem a carreira que desejarem.

Muitos homossexuais, inclusive, apoiam Bolsonaro e já manifestaram seu voto nele por também não concordarem com a militância LGBT e as ações da esquerda que invadem o espaço da família. Assim como Bolsonaro, eles acreditam que qualquer pessoa é livre para fazer suas escolhas afetivas, mas que ninguém tem o direito de expor as crianças a informações que elas não estão prontas para compreender.

Assista a esse vídeo em que Jair Bolsonaro falou mostrou o livro que foi impedido de expor durante sua entrevista ao Jornal Nacional. O material com conteúdo sobre sexualidade chegou às bibliotecas das escolas e foi entregue a Bolsonaro por uma diretora.